sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O que desejo a você neste fim de ano é exatamente o que desejo para mim sempre... E acho que vale o esforço da leitura do texto a seguir.



Esta mensagem só foi escrita por mim mas representa o que o casal da foto acima tem a dizer a todos os nossos amigos, hoje, véspera de Natal de 2010.

Você amiga e amigo está recebendo uma infinidade de votos sinceros para que tenha um bom Natal e seja capaz de grandes realizações em 2011.

Algumas destas mensagens são curtinhas, outras mais longas, mas todas elas contem doses de amor verdadeiro que me emocionam.

Hoje, dia 24 de dezembro, pensei (ou repensei) mais na força destes votos e aqui no facebook estou ousando explicar os meus votos.

Sei bem da definição do chato ser a pessoa que ao ser perguntada: Como Vai?, Explica, para o completo tédio de quem perguntou. Mas, vou arriscar mesmo assim...

Desejo hoje a você é que aja diante de você mesmo com o cuidado sincero e crescente de gostar cada vez mais de você mesmo.

Isto não tem nada a ver com egoísmo, ou soberba.

Conclui que a única forma de você ser feliz e compartilhar a sua felicidade com os nossos companheiros de viagem na vida é esta busca contínua do orgulho do que você mesmo faz.

Tanto nos grandes gestos quanto nas menores coisas que faça.

Não se trata apenas de gestos e atitudes para revelar aos outros.

É para você diante de você mesmo.

Pois, a única pessoa, o único juiz a que você pode submeter o que faz ou deixa de fazer é você mesmo. E não a ninguém mais.

Em 2011 vou completar um número de anos que me permite dizer ter visto muita coisa e ter conhecido milhares de pessoas cujas vidas se relacionaram e se relacionam com a minha vida e com a vida das pessoas de quem gosto.

Garanto que se houvesse um medidor de felicidade os mais felizes têm sido sempre os que respeitam a si próprios e inoculam (até sem querer) este vírus nas pessoas a sua volta.

Elas são exatamente as pessoas que conheço e conheci que ajudam a fazer o mundo melhor.

Desejo que você, (assim como todos) façamos o download de um programinha pessoal – pois acho que todos já temos um sem dar muita atenção a ele – para nos assegurar a coerência em relação ao que fazemos ou pretendamos fazer.

Vida é antes de tudo relacionamento.

E Relacionamento é um via de duas mãos, se não for de muito mais mãos. Só se consegue manter um relacionamento quando estamos com disposição de estabelecer relacionamentos uns com os outros.

Tenho dito, quando dou aulas para estudantes de comunicação, que nesta nossa atividade é preciso como o primeiro passo gostar de gente, pois só assim podemos realizar coisas boas.

Na verdade quando digo estas coisas a eles estou tentando semear em suas cabeças o que vejo como a melhor forma de conduzir as suas vidas. Qualquer vida.

Tales de Mileto, que viveu há 2 600 anos, continua sendo um exemplo de sabedoria para todos nós. E para mim todos os dias.

Ele - que foi considerado o primeiro dos sábios da Grécia - teria em relação ao que estou dizendo nesta mensagem um juízo muito simples: a coisa mais fácil do mundo é dar conselhos.

O que era uma verdade incontestável em Mileto, na Grécia antiga é ainda mais verdade hoje e sempre. Garanto.

Tales teve também de dizer o que ele – que considerava dar conselhos a coisa mais fácil - qual seria a coisa mais difícil do mundo.

E ele disse: conhecer a si mesmo.

Só quem pode conhecer a si mesmo somos nós, os únicos com o privilégio de vivermos todo o tempo de nossa vida conosco mesmos.

Temos a missão (a obrigação) de tornar esta convivência fonte de prazeres e orgulhos e realizações que somente nós mesmos podemos ver.

Por isto desejo a você amiga e amigo que na busca deste conhecimento cada vez e cada dia você goste mais de você.

E tenha motivos para isto que só você sabe serem verdadeiros.

Estes são os votos com todo o carinho do Luiz Roberto – para os que me chamam assim e do Pio Borges como acabei sendo reconhecido por muitos outros amigos.

Se já trabalho sendo um, imagine meu esforço para sermos dois!!!

2 comentários:

João Marcelo disse...

Pio, deixo aqui meus mais sinceros - mesmo - desejos de um ano novo maravilhoso para vocês. Mesmo de longe e sem nos vermos pessoalmente há tanto tempo, você é uma presença constante em minha vida.... seja no Almanaque, seja nas lembranças e no uso, todo dia, daquilo que aprendi com você, meu mestre. Estou aqui escrevendo ao lado da minha namorada, futura esposa, que te reconheceu e me perguntou se é seu aquele texto que uma vez enviei para ela.... sim!!! Aquele seu texto do aniversário de casamento e da receita para tantos anos juntos.... virou uma espécie de guia para mim... então, de novo, muito obrigado, amigo!

Benjamin disse...

Pio, obrigado por mais esta linda mensagem. Concordo totalmente com o que você escreveu. Continue sendo este exemplo de perseguidor da felicidade que tanto encanta criaturas às vezes práticas demais como eu. Um grande abraço e um 2011 do tamanho dos seus sonhos. Benjamin